segunda-feira, 25 de agosto de 2014

FIGOS ALGARVIOS III





No seguimento das publicações anteriores venho hoje trazer uma pequena historia passada há muitos anos e que envolveu na sua essência, os nossos figos.

No inicio do século XIX um botanico Frances (M. de Sieboldi) de visita ao Extremo Oriente verificou com grande espanto seu , algures no Japão uma figueira que produzia frutos de pele escura, azulada e muito saborosos.
Dado que esta espécie de fruto não exitia naquele País perguntou-se como lá teria ido parar aquela arvore.

Sem grandes investigações comentários ou conjecturas trouxe algumas estacas para França que posteriormente enraízaram e cresceram bonitas figueiras de porte médio. Deu a esta 'nova' variedade o nome de 'Rouge de Bordeaux' ou Pastilière ou ainda, 'Hirta du Japon'....
Todavia, por qualquer razão desconhecida (?) os frutos desta figueira tem a particularidade de dificilmente amadurecerem e muito poucos vingam. Não só em França mas um pouco por todo o Mundo, coleccionadores queixam-se deste comportamento das pequenas e teimosas figueiras.

Estranhei tal comportamento e há cerca de ano e meio consegui enraízar uma pequena estaca que cresceu saudável e esta Primavera me deu a satisfação de me mostrar os embriões de 4 ou 5 frutos. Não a desbastei pois sempre queria ver o seu comportamento sem qualquer artifício.

Pois não é que todos os frutos vingaram e não caiu nenhum!

Estudos efectuados após a chegada daquele botanico Frances de volta à Europa, levam a supor que terá eventualmente sido através das Embaixadas Missionárias dos Franciscanos Portugueses ao Japão pelo século XVII, que levaram para lá muitas semente e arvores Portuguesas, e naturalmente a nossa pequena figueira e se calhar muitas outras. Isto foi sempre o procedimento natural dos nossos Missionários levando a figueira para os Novos Territórios

Talvez contente por ter finalmente regressado às suas origens (?) a nossa pequena figueira deu-me o prazer de amadurecer todos os seus frutos. Provei e são bem saborosos.

Junto fotografias destes figos/folha e pergunto se algum dos leitores saberá dizer-me se existe por cá alguma variedade semelhante ou parecida ou igual !!

F. Martins

1 comentário:

  1. Amigo Francisco Martins

    O figo da foto é idêntico ao que na Conceição de Faro designamos por Figo de S. Luis.

    As folhas também são iguais.

    Esta figueira não se dá bem em terrenos de areia, não se desenvolve e a polpa dos frutos é quase seca e pouco saborosa,

    Ao contrario de outros terrenos onde o figo é muito doce e saboroso, sendo o preferido de muitos apreciadores desta fruta.

    ResponderEliminar

Olá amigos
Usem a caixa abaixo para escrever a Vossa mensagem de forma correta e sucinta, tratando apenas um assunto em cada comentário (mensagem).
Obrigado
JJ Rodrigues