domingo, 13 de setembro de 2015

VELHAS GUARDAS DO RANCHO FOLCLORICO







Por convocatória de Manuela Alves, reuniu ontem à noite, na "sala nobre do Convívio dos Cavaleiros", no sitio do Besouro, da nossa freguesia, um grupo de "amigos da aldeia".

Este grupo que  pertenceu à primeira formação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Conceição de Faro naturalmente trouxe também outros convidados, para o jantar convívio o que fez com que estivessem presentes cerca de oitenta pessoas.

Antes do inicio da sessão, marcou-se presença junto da mesa da organizadora e pagaram-se as respectivas quotas.

Já sentados surgiram na mesa várias propostas do chefe Patrício e sua diligente equipa de trabalho, que degustámos e aprovámos por unanimidade.

De seguida passamos à segunda parte da ordem de trabalhos, surgindo na sala os acordeonistas Fernando Inês e Jaime Costa que executando a "Marcha da Conceição", da autoria do próprio Fernando Inês, receberam a atenção, participação e forte aplauso de todos os presentes.

Muitas outras musicas se seguiram, umas cantadas outras não, mas igualmente aplaudidas o que levou até à formação de alguns pares de dançarinos que apesar da idade demonstraram que ainda não esqueceram como se dança o corridinho, exibindo as suas "florestrias" nas "escovinhas rasteiras ou puladas"..

Recorda-se que o Rancho Folclórico, cujo primeiro ensaiador foi o Mário da Encarnação, teve a sua apresentação publica, no dia 8 de Dezembro de 1958, por ocasião da Festa em Honra de Nossa Senhora da Conceição, num pequeno estrado que serviu de palco, montado em frente à igreja .

Ainda sem o traje alegórico a que se convencionou chamar "traje algarvio" apresentaram-se, elas de saia preta e blusa branca e eles de calça preta e camisa branca.

De realçar o mérito e a coragem do Mário da Encarnação, um ex-dançarino do Grupo Folclórico de Faro que a convite da comissão organizadora da Casa do Povo, aceitou pegar num grupo de jovens da aldeia que não tinham qualquer conhecimento do folclore e ensiná-los a dançar e alcançar os êxitos que vieram a ter.

Diga-se que a formação do Rancho foi uma sugestão do Major Mateus Moreno, um natural da Conceição de Faro que era presidente da Casa do Algarve, em Lisboa.

O Major, conhecedor dos anseios das pessoas da freguesia em ter a sua própria Casa do Povo, disse que para o assunto poder ter aprovação superior, deveria existir pelo menos um rancho folclórico e assim aconteceu, sendo o respectivo alvará.de criação da Casa do Povo, assinado em 21 de Dezembro de 1958.

Bom, deixemos a história e vamos encerrar a reunião de ontem à noite o que aconteceu já por volta da meia-noite e trinta, com toda a gente a recolher aos respectivos lares, não sem antes ficar a promessa de para o ano haver uma nova reunião.

2 comentários:

  1. O Rancho Folclórico da Casa do Povo da Conceição foi criado para com a Orquestra Tipica do Algarve representar a nossa provincia na Grande Noite Algarvia, realizada e transmitida pela RTP em directo do Coliseu dos Recreios no ano de 1979.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. errata: onde se lê ano de 1979 deve ler-se ano de 1959

      Eliminar

Olá amigos
Usem a caixa abaixo para escrever a Vossa mensagem de forma correta e sucinta, tratando apenas um assunto em cada comentário (mensagem).
Obrigado
JJ Rodrigues